Novo endereço: www.tratamentoludovico.com

Acessem! Posts novos e todo o arquivo!

A crise econômica de 2008

Posted by Murilo Romulo em setembro 16, 2008

Clique aqui para ver o post no novo endereço

16 de setembro de 2008. Mais um dia desesperador para economistas e investidores ao redor do mundo. Logo no começo da manhã, antes das 6 horas no horário de Brasília (percebe-se que o autor deste blog não é tão desocupado assim), os noticiários já anunciavam mais um dia de muita preocupação e cabelos a menos para os acionistas. As bolsas asiáticas fechavam o pregão, ou operavam, com forte queda.

Japão, China, Taiwan e Hong Kong, grandes economias do mundo Oriental, liberavam, a cada minuto, índices negativos. Os números demonstravam perigo para todo o mundo. Quedas de até 5,4% demonstravam que mais um dia de terror para os investidores apenas começava para o Ocidente, o segundo seguido.

No Brasil, após operar em baixa, a Bovespa conseguiu se recuperar e manter níveis positivos. A alta foi de 1,68%, contrastando com as bolsas européias. O principal fator para o nível positivo brasileiro foi o anúncio do Federal Reserve (Banco Central Norte-Americano) que manteria em 2% a taxa básica de juros da economia.

Clique aqui para ver a continuação do post

8 Respostas to “A crise econômica de 2008”

  1. Smaley said

    legal

  2. simbawaite said

    como empedir esta crise economica mundial para que nao ponha em causa a economia dos demais… especialmente aos paises do terceiro mundo? ja vimos stuacoes como estas sofrem mais os paises com economias que muitas depende de doacoes.

  3. Ludovico DeLarge said

    O Brasil, de certo modo, está contendo bastante a crise sim. Se o liberalismo promovido em todo o mundo fosse feito aqui no Brasil, principalmente em situações como a atual, as coisas estariam bem pior. O governo está de rédeas curtas sobre a economia mundial, tudo para que não tenhamos uma quebra seguida de uma complicada recuperação. As perdas serão constantes, mas as empresas nacionais ainda tem gordura para gastar, pelo menos até o final deste ano.

  4. Monaliza said

    Será que uma intervenção estatal poderia ter evitado essa crise? E pq o Brasil ainda tem “muita gordura para gastar” já que é um país subdesenvolvido? Obrigada

  5. Murilo Romulo said

    Uma economia planificada provavelmente evitaria uma crise de tamanha proporção. Um exemplo concreto, foi a economia estatal da União Soviética durante a crise de 1929. Pode-se dizer que foi a única nação que saiu “inteira” da crise.
    O termo subdesenvolvido é totalmente relativo. Brasil, China e Burkina Faso são todos desenvolvidos, mas o Brasil tem uma certa estabilidade econômica e, por enquanto, está conseguindo conter a crise. Nosso sistema é um tanto mais “fechado” e cauteloso do que vários outros, como o norte-americano, por exemplo.

  6. Patrícia Sheila said

    Gostaria de obter uma resposta, para o que levou a essa crise economica, e o que fazer para acabar com a mesma!!!

  7. Diego said

    Gostaria de Saber quais são as principais semelhanças e diferenças entre as crises de 1929 e 2008?
    Quais as possíveis saídas para minimizar esta crise?

  8. A semelhança é: são crises cíclicas do sistema capitalista, que chegaram após momentos de grandes ganhos. Por isso, o impacto é grande.
    As diferenças são todas: algumas décadas de diferença, sistemas de produção diferentes, sociedade diferente.

    Acredito que o que está sendo feito atualmente pelos governos mundiais é a saída. A estatização para evitar a quebra de empresas, cortes em gastos e etc.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: