Novo endereço: www.tratamentoludovico.com

Acessem! Posts novos e todo o arquivo!

Camarada Obama, para os muito leigos

Posted by Murilo Romulo em março 16, 2009

Clique aqui para ver o post no novo endereço

Minha terapia semanal está feita; minha leitura de divertimento está feita, após muitas risadas e deboches. A Veja desta semana está algo deplorável. No pior sentido da palavra. Acho que a edição 2104, de 18 de março de 2009 é a pior capa e pior artigo de capa dos últimos anos. Ao ver a capa da semana, tive vontade de vomitar; ler o artigo, então, me deixou em pânico. Juro que fiquei sem palavras para fazer algum questionamento sobre a reportagem. Fiquei sem reação, simplesmente. Talvez tenha pensado “Que por**** é essa?”.

Logo na capa, temos Barack Obama com uma sátira à bandeira norte-americana ao fundo. Ao invés das estrelas com o fundo azul, uma foice e um martelo. Em apologia à famosa imagem de Joseph Stalin, ex-líder soviético, à frente da bandeira de seu país. Em letras maiores, temos “Camarada Obama”, também em apologia à forma de tratamento entre os membros do Politburo Soviético. Logo acima, em letras menores, lê-se “Por que a intervenção do governo dos EUA e a quase estatização da economia não vão criar um…”. Triste, triste.

Absolutamente espantado, abro a revista para ler o artigo, escrito pelo jornalista André Petry. Decepção total (não esperava nada melhor). Explica-se o “motivo” da reportagem. Um grupo de pessoas de classe média protestou, no estado da Louisiana, contra um suposto socialismo de Obama. Fora tachado de comunista e aparecia diante de foices e martelos. Sim, isso é um exemplo prático do que pode ser chamado de um “grupelho de lunáticos que na tem mais que fazer”.

Como exemplo de protestante, a revista coloca um radialista, surdo, ex-viciado em analgésico e podre de rico, que define o governo Obama como “socialismo, coletivismo, Stalin, como vocês quiserem chamar”. Se fosse para definir um lunático sem ter o que fazer, acho que esse sujeito seria o estereotipo mais adequado, o tal de Rush Limbaugh. Além dele, um repórter do New York Times questionou Barack Obama se ele era socialista; pior que isso, sem sarcasmo. Sem comentários para a falta de conhecimento político e histórico de seres como os dois citados.

Todo esse mimimi porque o governo norte-americano injetou 180 bilhões de dólares na seguradora AIG, 100 bilhões no Bank of America e no Citigroup. No setor automobilístico, 17 bilhões para General Motors e Chrysler. Além disso, Obama pretende aumentar os impostos para aqueles que recebem mais de 250 mil dólares anuais (algo em torno de 550 mil reais por ano), ampliar o sistema de saúde para toda população, aumentar o papel do governo na escola primária e ajudar universitários de baixa renda. Por causa disso, é chamado de comunista. Um pouco de leitura mostra que isso não tem nada de comunista.

Estatizar empresas dos setores mais afetados não é a solução? Para o radialista, não; para vários economistas, sim. Volto a bater na tecla de que uma economia planejada e com controle estatal não sofre tanto com crises quanto uma neoliberalista. Não digo que a economia norte-americana precisa ser como era a soviética, mas um controla por parte do Estado poderia ser interessante. Além disso, assistência médica e boa condição de educação é direito do cidadão e dever de um Estado digno. Para isso, aumento de 5% nos impostos dos mais favorecidos. Dói tanto assim? Alguém falou em coletivizar as propriedades dos mais ricos?

Para os conservadores e lunáticos defensores do liberalismo, a solução é deixar a economia ir para o fundo do poço. É deixar milhares de pessoas sem moradia, dentro de barracas em acampamentos comunitários; milhões sem empregos. Talvez realmente seja. Um país em que os cidadãos não conseguem pensar no próximo, naquele que também é cidadão e, a princípio, tem os mesmos direitos e deveres.

Lamentável, norte-americanos alienados. Lamentável, Veja. Um artigo desse nível é deplorável para imagem de uma revista tão influente e de tamanha circulação. Ou o nível dos leitores caiu muito, ou os editores estão com problemas mentais. Não é possível um brasileiro que realmente acredite que Obama pode instalar um regime socialista nos Estados Unidos. Um ser com um neurônio e meio e com interesse em comprar uma revista como a Veja consegue diferenciar o que é Socialismo de um plano de resgate para uma economia em crise. Se não consegue também, volte para escola primária, oitava série (nono ano), e veja a professora de história falar sobre Karl Marx e Revolução Russa.

Triste Veja, triste. O subsolo do Kremlim deve estar se revirando com uma reportagem desta.

Queen – I want to Break Free

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: